Conta-se em uma fábula, que havia uma vinha com uvas maduras, uma raposa, desejando os cachos de uva, começou a pular para alcança-las, porém, não conseguiu pegar. Virando as costas, exclamou: “as uvas estão verdes mesmo…” Quando não conseguimos alcançar algo ou contemplando a vida de alguém cheio de virtudes e santidade, ou até mesmo a Palavra de Deus, viramos as costas, como a raposa, dizendo que não é bem assim, é muito radical, muito fanático, etc.