O que é o coração? É o lugar da confiança, uma confiança que pode ser chamada de fé, esperança ou amor, dependendo de como estiver se manifestando. Não é tanto a capacidade de pensar, de refletir, de planejar ou de produzir que nos torna diferentes do resto da criação, mas a capacidade de confiar. É o coração que nos torna verdadeiramente humanos.

A vida do coração se sustenta pela primazia da vida mística. A vida mística situa-se no começo de nossa existência e não unicamente no seu fim. Nascemos em íntima comunhão com o Deus que nos criou no amor. Pertencemos a Deus a partir de nossa concepção. Nosso coração é aquela dádiva divina que nos permite confiar não somente em Deus, mas também em nossa mãe, em nosso pai, em nossa família, em nós mesmos e no mundo. Crianças muito pequenas têm uma noção intuitiva e profunda de Deus, um conhecimento do coração, que infelizmente muitas vezes é obscurecido e até sufocado pelos muitos modos de pensar que gradativamente cultivamos. As pessoas podem deixar seus corações se pronunciar à vontade, e assim revelar uma vida mística que para muitos que são inteligentes é inatingível. O coração é muito maior e mais profundo que nossas afeições. Está antes e acima das distinções entre tristeza e alegria, raiva e luxúria, medo e amor. É o lugar onde tudo é um em Deus, o lugar ao qual realmente pertencemos, o lugar de onde viemos e ao qual ansiamos retomar.

Fonte: Parte do texto em: https://formacao.cancaonova.com/diversos/o-coracao/