‘Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus’ (Mt 22,21). Separa o que é sagrado do que é vil, o que é do mundo, pertence ao mundo.