O Espírito Santo não é algo, nem uma energia cósmica, mas é uma Pessoa Divina, a terceira Pessoa da Santíssima Trindade. O Espírito Santo não pode ser um desconhecido em nossa vida, quando falamos da vivência do Amor de Deus é justamente de uma experiência íntima com Ele. Se soubéssemos que o Amor é essa Pessoa Divina, nós diríamos “Vem, Espírito Santo, em minha vida!”.

Por causa do nosso livre arbítrio, o dom da escolha constante, devemos chamá-lo em todos os momentos, para estar em cada situação de nossa vida nos ajudando a tomar decisões que nos levem à vida eterna.