Maria, desde sempre, esteve dentro dos planos de Deus para colaborar na salvação de seu povo e de toda a humanidade, para exercer sua maternidade divina. Concebida sem pecado, sempre esteve cheia do Espírito Santo, sempre esteve cheia da graça de Deus.
Maria foi preservada do pecado original em vista de sua missão, porém, teve a liberdade de escolher, de dizer ‘sim’ ou ‘não’ a Deus.
Chamada a Nova Eva, quis permanecer sendo criatura de Deus, dizendo seu sim a Deus. Enquanto o pecado de Adão e Eva foi a autonomia, não quiseram mais ser criaturas de Deus, dependerem Dele. Esse pecado original de desobediência a Deus, podemos chamá-lo também de relativismo, autonomia e autossuficiência. Maria foi preservada por Deus, da destruição da autossuficiência.