Quando um bem se torna maior, tudo o mais fica menor, por isso quando Deus vai se tornando maior; por exemplo, quando fazemos um retiro e passamos a ocupar o nosso tempo mais com as coisas de Deus, quando nos dedicamos na nossa vocação, quando aquela Palavra de Deus vai nos levando a um desejo maior de segui-Lo e servi-Lo, então as coisas deste mundo, o shopping, a televisão, os passeios, os amigos, tudo isso vai se diluindo, vai diminuindo sua força, e o que é verdadeiramente maior é o que faz a outra coisa se tornar menor.

É preciso então investir, antes, na espiritualidade, na intimidade, é preciso estarmos juntos em comunidade, para que se torne gradativamente maior a nossa vocação, a nossa consagração, e menor as outras necessidades que talvez nós temos atualmente, mas que vai sendo suprida. Deus quer suprir nossas necessidades humanas, as necessidades reais de afeto e não as fantasias, as ilusões, mas uma necessidade real de ser amado. A nossa vida vai sendo preenchida, Deus vai tomando posse daquilo que nós buscamos, a nossa necessidade de amor e partilha. Deus vai se tornando maior a ponto de não mais desejarmos outras coisas que até então queríamos.

Jesus nos ensina tudo, nos ensina a amar e a nos amarmos a nós mesmos, Jesus nos ensina o que Deus ama e o que Deus não ama. Então devemos sempre voltar à pobreza de aceitar aqueles que estão ao nosso redor, que são enviados para uma oração, para estar na missão. A nossa pobreza também de dar o melhor que nós temos mesmo que nós não queiramos, não sintamos prazer, nem o desejo de estarmos com aquela pessoa naquela situação, naquela circunstância. Deus vai proporcionando para que tenhamos a capacidade de ter essa pobreza em todas as áreas da nossa vida, que não é uma pobreza no aspecto material somente. Também a pobreza da espera, os fundadores que tem que esperar os membros se darem conta. A pobreza de algo material, uma roupa ou uma cadeira que você tem apego, não devemos tomar posse dos bens materiais, mas que eles sejam úteis para nós. Na vida comunitária Deus vai nos formando: na castidade, na pobreza e na obediência.