É equivocado quando nós dizemos que José e Maria eram miseráveis, que eram pobres, não é verdade. São José era artesão descendente de Davi, era nobre, e continuava de geração em geração a honra de ser descendente de Davi.

Nascer no estábulo foi o sinal da dureza dos corações que diziam: não há lugar aqui, está tudo lotado. E quantas vezes em nosso coração Deus está pedindo para entrar através de uma palavra que nos diz, através de uma moção do Espírito que nos move, e nós dizemos já está lotado não há lugar para entrar. O evangelista diz que “não havia para eles lugar na hospedaria” (Lc 2,7). Isso nos faz lembrar as palavras de São João: “Ele veio para os que eram seus, mas não O receberam” (Jo 1,11), e mostra as recusas e ofensas que Jesus sofrerá na sua vida terrena.

Toda palavra de Deus é portadora do próprio Deus. O acontecimento na gruta de Belém, do estábulo, não uma realidade de pobreza, mas uma realidade de riqueza do próprio Deus que diz a nós que o nosso coração não é diferente de um estábulo, mas Ele não se importa de nascer no nosso coração, mas precisa que esteja a porta aberta para que Ele entre com a Sua Luz bendita.