A Igreja percebe e discerne através do olhar sobre os sinais dos tempos aquilo que adiante vai se tornar tão desastroso para o homem. Não percebe a realidade somente de agora, mas vai perpassando os anos e as realidades de nossa vida. A Igreja comunica o Evangelho, fala de Jesus Cristo e Sua verdade salvífica aos corações muitas vezes fechados e nas mentes distraídas por tantos estímulos da sociedade. A Igreja ensina seus filhos, remete o homem ao Deus Absoluto, aponta para Ele, o Sumo Bem.

Deus é o verdadeiro Bem, e como Igreja somos chamados a renúncia de nós mesmos para buscar o que realmente converge para Ele, e assim, Ele mesmo retorna a nós com o bem do qual necessitamos.

O bem pra mim não é solucionar o meu problema apenas, mas buscar este Absoluto que vai trazer o bem que realmente necessito, é confiar plenamente na bondade do Pai celeste que conhece todas as necessidades de seus filhos.

Dentro da comunidade, Deus nos ensina a buscar não a solução, mas a salvação em todas as situações que acontecem. O próprio Deus espera a nossa posição de fidelidade ao Evangelho, aos mandamentos e ao autêntico Magistério da Igreja. Dizer ‘eu creio’ nos dá a segurança de não nos perdermos no caminho, o Espírito Santo nos dá clareza diante da Verdade manifestada na Palavra e nos documentos do autêntico Magistério da Igreja.