Para auxiliar a nossa fraqueza, Deus permitiu que muitos milagres eucarísticos acontecessem entre nós: Lanciano (sec VIII), Ferrara (1171), Orvieto (1264), Offida (1273), Sena (1330 e 1730),Turim (1453), etc., que atestam ainda hoje o Corpo vivo do Senhor na Eucaristia, comprovado pela própria ciência. Há tempos, foi traçado na Europa um “mapa eucarístico”, que registra o local e a data de mais de 130 milagres, metade deles ocorridos na Itália.

Jesus, através desses milagres, quer reavivar a nossa fé. Porém, às vezes temos a oportunidade de estar em alguns lugares onde aconteceram os milagres Eucarísticos, nos impressionamos e achamos que só ali veremos o Coração de Jesus, como num espetáculo. Mas o Senhor nos quer reportar para as nossas realidades, de que temos todos os dias a Eucaristia, onde não só vemos o Seu coração e o Seu sangue, mas O comemos e O bebemos.

É pela Eucaristia, especialmente pelo Pão, sinal do alimento que fortifica a alma, que tomamos parte na vida divina, nos unindo a Jesus e, por Ele, ao Pai, no amor do Espírito Santo. Essa antecipação da vida divina aqui na terra mostra-nos claramente a vida que receberemos no Céu, quando nos for apresentado, sem véus, o banquete da eternidade.

Imagina se víssemos e se somente acreditássemos se fôssemos nesses lugares onde ocorreram os milagres, mas Ele está presente todos os dias, por isso precisamos derrubar os muros que nos afastam de Deus.